Depoimentos de Revendedores

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Era 31/Dezembro/2018. Estávamos na casa de amigos para comemorar a chegada de um novo ano e o espírito de festa tomava conta de todos nós, afinal tínhamos mais um ano concluído com êxito. Eu, funcionário de uma multinacional, por cerca de 20 anos, cultivava a sensação de dar meu melhor àquela organização, pela qual nutria respeito e muita devoção. Ali esperava atingir minha aposentadoria… Comemoramos e pedimos que o melhor viesse naquele ano que chegava. Chegou o ano novo e em uma segunda-feira de janeiro, escutei a tão utilizada frase de desfecho: “hoje as notícias não são tão boas… “. Fui invadido por uma série de pensamos difusos, mas mantive a serenidade, agradeci e nos dias que se seguiram, me preparei para a última saída. Pouco tempo após meu desligamento, a vida profissional de minha esposa teve o mesmo destino, restando-nos a pergunta: “e agora”?”

– Cláudio Rocha

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Precisávamos pagar nossas contas. Decidimos trabalhar com alguma coisa de nos permitisse levar contentamento às pessoas, decidindo pelos doces, que normalmente estão associados aos bons momentos! Passamos a buscar bons produtos, com valores adequados até que em uma viagem ao Sul de Minas, vendo a atratividade exercida pelos doces da região sob os turistas, decidimos que ali estava o que procurávamos. Conversamos e perguntamos aos moradores locais, onde poderíamos encontrar os doces mais gostosos da região. Resposta: Doces da Vovó de São Lourenço. Assim começou nossa história…”

– Cláudio Rocha

Conte-nos sua história:

“Alguns meses após iniciada essa trajetória, já conseguimos pagar nossas contas e em conjunto com os demais netos da vovó (já nos julgamos netos, também! ), estamos discutindo novos formatos de trabalho. Nos Doces da Vovó encontramos amigos que se preocupam com o nosso desenvolvimento. “

– Cláudio Rocha

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Analisando os produtos, visei uma porta de entrada para o empreendedorismo.”

– Marta Gomes

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“A qualidade do produto, atender às normas para comercialização, aparência e diversidade dos sabores e produtos.”

– Marta Gomes

Conte-nos sua história:

“Já empreendi em outros segmentos, trabalhei como vendedora ao longo da vida e concluí que em qualquer situação a dedicação e o gostar do que faz é primordial.
A arte das vendas e o empreendedorismo estão interligados se o que almejamos é um futuro de sucesso.”

– Marta Gomes

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Independência financeira.”

– Fabiani Pimentel

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Pelo fato da qualidade e sabor dos produtos serem muito bons.”

– Fabiani Pimentel

Conte-nos sua história:

“Hoje minhas vendas são de porta em porta e meus clientes estão se tornando fiéis, trabalhar com vendar requer dedicação e precisa gostar do que faz.”

– Fabiani Pimentel

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“O que me motivou foi a abertura da minha loja de produtos coloniais, no intuito de uma renda extra e de adquirir estabilidade financeira.”

– Camila Ludtke Dero da Silva

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Uma das razões foi a aparência dos doces e a variedade, me chamou a atenção também o site de vocês.”

– Camila Ludtke Dero da Silva

Conte-nos sua história:

“Sou técnica em enfermagem, e resolvi abrir meu negócio próprio, ter uma loja e ir atrás da independência financeira. Estou apostando muito nos doces vovó e pretendo futuramente ficar somente na representação dos doces.”

– Camila Ludtke Dero da Silva

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Renda extra e produtos diferentes.”

– Eliana Machado

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Logo me chamou a atenção.”

– Eliana Machado

Conte-nos sua história:

“Montei um Quiosque com produtos de Minas e graças à Deus está caminhando bem.”

– Eliana Machado

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Desemprego.”

– José Augusto Lemgruber

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Qualidade e preço.”

– José Augusto Lemgruber

Conte-nos sua história:

“Não tenho nada para contar no momento”

– José Augusto Lemgruber

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Bom dia, bom tenho uma lanchonete e caldo de cana de frente a uma rodovia na minha cidade, vendo inúmeras iguarias, e depois que experimentei o doce de vocês, vi que poderia ser uma excelente opção para meus clientes.”

– Rodrigo Aparecido Amaral

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Pela qualidade e sabor.”

– Rodrigo Aparecido Amaral

Conte-nos sua história:

“Verifiquei que por ser um excelente produto e poder ter mais uma opção para meus clientes, ser revendedor dos produtos Vovó de São Lourenço, seria uma ótima opção.”

– Rodrigo Aparecido Amaral

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Para aumentar minha renda.”

– Jorge Gama

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Comprei provei e gostei, vendo água de coco e resolvi vender os doces da vovó também.”

– Jorge Gama

Conte-nos sua história:

“Sou aposentado por invalidez, tinha uma padaria e uma pizaria no dia 14/06/2014, enfartei e fiquei dois meses internados e tive que operar o coração, meus filhos não quiseram continuar e entregarão os pontos quando sai não tinha, mas nada.”

– Jorge Gama

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Procurava um produto para revender e encontrei os Doces Vovó na internet entrei em contato e fui logo respondido.”

– Leoniir Moresco

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Assim que recebi a resposta e muito rápido foi o que me motivou a ir mais além querendo saber como que funcionava.
Todas às vezes que entrei em contato fui logo atendido.
De imediato já percebi que se tratava de uma empresa séria e competente
As negociações fluíram e aqui estamos vendendo Doces Vovó que tem uma qualidade espetacular.”

– Leoniir Moresco

Conte-nos sua história:

“Minha história… Sempre fui empolgado com empreendedorismo, trabalho numa empresa de sorvetes como representante e sempre quero ir além por isso surgiu numa conversa com um grande amigo a ideia de montar uma empresa de distribuição e aqui estamos.
Nada fácil porque nenhum dos dois podia investir, mas com a ajuda e facilidade dessa empresa conseguimos fazer o primeiro pedido e assim surgiram outros produtos e hoje já representamos cinco empresas.
Estamos satisfeitos com os Doces da Vovó porque sempre estão em contato e até dando dicas.
Trabalhamos muito, várias horas ao dia, mas com a satisfação de vencermos sempre.
Aproveito esse espaço para parabenizar a todos que nos atendem na empresa, mas de maneira especial a Iris que sempre muito simpática e prestativa
Vamos em frente e vendendo sempre…”

– Leoniir Moresco

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Trabalhei com revenda de doces durante 4 anos em meados dos anos 90, na ocasião outra marca. Depois desse período, acabei indo trabalhar com publicidade em uma grande emissora de rádio aqui em minha cidade. Sempre gostei muito de vendas, trabalhei com publicidade e gerenciando uma equipe de vendas por 13 anos. No ano de 2018, eu me desliguei dessa empresa e fui tentar sociedade e uma empresa de montagens industrial, na área comercial. Não muito satisfeito com a sociedade, acabei deixando a empresa. Após algumas buscas, descobri os doces da Vovó de São Lourenço e resolvi comprar para conhecer a qualidade e quem sabe começar um empreendimento aqui em minha região. Fiquei surpreso com o atendimento e com a qualidade do doce da Vovó, foi quando decidi tornar-me revendedor aqui em minha cidade, mas já pensando em um futuro próximo em um distribuidor.”

– Paulo Silva

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Escolhi os doces da Vovó, pelo atendimento e atenção que o Sr Gabriel me proporcionou desde o primeiro dia, e pela qualidade dos doces.”

– Paulo-Silva

Conte-nos sua história:

“Em uma venda, primeiro de tudo você precisa acreditar muito no produto que você vende, segundo se tratando de produto alimentício, sempre vá bem-arrumado com uma camisa ou camiseta bem passada, com um calçado adequado. Planeje e crie estratégias de venda para o seu produto, fique amigo de seu cliente dando sempre muita atenção, tenha persistência, crie metas para você, crie um padrão de vida que você quer para você e a sua família. Corra atrás, não desista, hoje você pode não ter vendido muito, mas crie, mas expectativas para o dia seguinte vá em frente, você pode você consegue. “

– Paulo-Silva

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“A motivação veio em aumentar o leque de produtos que já vendia como empreendedor.
Colocando os Doces da Vovó aumentei meu público de vendas.”

– José Inácio de Freitas

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Sim. Escolhi pelo ótimo atendimento e pontualidade na entrega.”

– José Inácio de Freitas

Conte-nos sua história:

“Historia simples de um Contador que trabalhou 37 anos empregado e agora segue o Empreendedorismo.”

– José Inácio de Freitas

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Comecei a vender queijo e meus clientes começaram a pedir doces, entrei em contato com 3 vendedores de doces de minas e não obtive retorno, ai em uma das consultas na internet apareceu os DOCES VOVÓ.”

– Waldir Monteiro Filho

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Gostamos do atendimento e o público nosso de venda nos mostrou que ela muito gostoso.”

– Waldir Monteiro Filho

Conte-nos sua história:

“Continuo vendendo os doces com meus queijos, porem como acontece sempre caiu um pouco a venda, porem sempre temos doces para vender… Acabei passando o contato para outras pessoas comprarem, e sempre enfatizar A IRIS ou ISIS. Uma ótima pessoa.”

– Waldir Monteiro Filho

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Me motivou para se ter uma renda extra e independência financeira.”

– Marcia de Castro Carvalho

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“De nada. Escolhi a doces vovó de São Lourenço, primeiro porque li as entrevistas postadas de vocês, me transmitiu confiança e pelo rótulo da embalagem senti que os doces seriam muito bom, vindo de Minas, ai pensei: É de comer com os olhos, e acertei. Não esperava tamanha repercussão.”

– Marcia de Castro Carvalho

Conte-nos sua história:

“Minha história de vida é que não sentia motivada para vendas, mas comecei uma faculdade de eventos e nessa faculdade me transmitiram muito entusiasmo para começar a ter uma renda extra. Depois que comecei a vender os doces vovó de São Lourenço levei para dentro da faculdade. Fiz degustação com os professores e funcionários da faculdade e todos que degustavam gostavam dos doces. Ai a venda foi fácil. Hoje quem comprou volta e compra mais. Então meu slogan para as vendas são” Só quem já provou que sabe que estou falando”. Olha os doces da vovó.”

– Marcia de Castro Carvalho

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Vender produtos de qualidade no ramo alimentício é gratificante, pois a recompra por parte dos clientes é certa. Comecei a revender doces Vovó para ter uma renda extra e estou muito feliz, tenho feito planejamentos a médio e longo prazo com esta parceria.”

– Miriã Carla Lopes Munhoz

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Conheci a doces Vovó em 2014, pois fui em São Lourenço- MG e em nosso retorno trouxemos algumas caixas para nossa cidade e foi sucesso nas vendas, para todos que vendemos, houve somente elogios e queriam mais. Fiquei algum tempo distante dos doces Vovó e em 2018 retornei com força total, feliz com a evolução na marca desta empresa e com as novidades da variação de doces, escolhi a Doces Vovó, pois os produtos são maravilhosos e sensacionais, o relacionamento com a empresa/revendedor é ótimo e a recompra pelos clientes é garantido.”

– Miriã Carla Lopes Munhoz

Conte-nos sua história:

“Eu sou a Miriã Munhoz, moro em Votuporanga-SP, firmei minha parceria com os doces Vovó em 2018, mas já fazia algumas revendas dos doces não oficializadas desde 2014, sou fã número 1 desta empresa, pela linda história de gerações, pelas conquistas, pelas evoluções ao longo dos anos, pelo ótimo atendimento quando necessitamos.
Trabalho com revenda em Votuporanga e região, mas me encanto em vender, fidelizar clientes, fazer entregas e montar as vitrines com os produtos Vovó, faço com carinho, amor e o reconhecimento sempre chega através de um sorriso, de uma recompra e principalmente de uma indicação dos produtos.
Obrigada Doces Vovó por me oportunizar a viver este momento tão legal em minha vida e de minha família, é certo que nosso futuro será brilhante…”

– Miriã Carla Lopes Munhoz

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Me aposentei e resolvi unir o empreendedorismo a coisas da minha origem mineira. E os doces Vovó são a cara desses doces e afeto.”

– Inara Marques

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Qualidade e delicadeza dos doces.”

– Inara Marques

Conte-nos sua história:

“Sou mineira, mas sai de MG ha 30 anos. Nesse ano de 2019 eu me aposentei e resolvi unir o empreendedorismo a coisas da minha origem mineira.”

– Inara Marques

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Aumentar a renda.”

– Rosângela Simonetti

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Porque aprecio e gosto muito dos produtos.”

– Rosângela Simonetti

Conte-nos sua história:

“Não posso desistir de lutar, pois, tenho uma filha para cuidar. Então, tenho que trabalhar e escolhi o doce de vocês para revender.”

– Rosângela Simonetti

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Renda extra, mas com prazer. Sou aposentado, mas nunca parei após a aposentadoria. Estou sempre investindo em alguma atividade que complemente minha renda e que não seja algo sacrificante. Se o negócio começa ser muito formal com muitas regras como pontualidade, cumprimento de metas, relatório de produtividade, satisfação à chefia e outras exigências, já começa ser monótono e pulo para outra.”

– Valdenir Valchoz

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Já trabalhei com revendas e desenvolvi sempre um bom trabalho “do meu jeito” não gosto de seminários, palestras soníferas, técnicas mutantes, tecnologias mirabolantes e outras químicas. Sou bem natural e acho que no campo dos negócios cada um deve ser o que é. Por isso escolho produtos que se vendem sozinhos “como doces da vovó”. Não precisa ficar inventando argumentos. O cliente prova o produto e diz: hummm que delíiiiiiiiiicia, pronto simples assim, compra e sai feliz.”

– Valdenir Valchoz

Conte-nos sua história:

“Bem, em princípio quero deixar claro que sou policial militar aposentado e sempre digo que para entrar no ramo de revendas precisei brigar comigo mesmo, pois entre policiais ha uma máxima que diz assim: Até que se prove ao contrário, todos são suspeitos. Vejam só que extremo! No campo dos negócios há uma máxima que diz que” O cliente sempre tem razão”. Então um cliente nunca pode ser suspeito. Você tem que acreditar no que ele diz. Não é o que você diz que vale. Um vendedor não pode usar lei nem ordem. O cliente não pode ser induzido, nem seduzido, pelo contrário, precisa gostar do atendimento, do produto e do preço. O cliente precisa estar feliz para continuar a ser cliente. Um vendedor se curva perante os gostos do cliente. Vale pechincha, chorinho, desconto, brinde, promoção, amizade,”não pode perder o amigo”, o cliente é seu melhor amigo. A sinceridade, a ética, a educação, o respeito, a compreensão, enfim as qualidades naturais de uma pessoa simples, numa fala comum, verdadeira, são pontos chaves para todo tipo de atividades humanas seja no ramo de vendas ou outras.”

– Valdenir Valchoz

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Pelo produto em si! Sou apreciador dos doces mineiros e os da Vovó são deliciosos. Nisso levei alguns para presentear amigo e familiares e assim os pedidos começaram…”

– Wellington Lima

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Qualidade, sabor, diversas opções e tradição de doce caseiro…”

– Wellington Lima

Conte-nos sua história:

“Sou Assistente Administrativo no setor de RH de um condomínio de alto padrão em São Paulo e trabalhar com pessoas facilitou compreender suas necessidades em muitos aspectos da vida. Entre elas o compromisso com a verdade, pois isso ajuda a manter bons relacionamentos. Por isso decidir vender os doces, pois confio neles e vendo com “verdade” essas delicias. O retorno foi o esperado, os pedidos vão aumentando gradativamente. Por ora estou conciliando meu trabalho com as vendas dos doces, minha expansão será por Networking até quem sabe ser viável direcionar mais tempo ao negócio.”

– Wellington Lima

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Decidi mudar meu ramo de negócios, saindo da área de tecnologia e entrando para a área de alimentos. Com um sonho de montar as Casas Poian, trabalhando com especiarias, temperos, grãos em geral, doces, queijos e derivados. Com isso, para iniciar meu sonho optei por venda de doces e não poderia ser outra empresa a não ser a Vovó de São Lourenço.”

– Fabio Specian Poian

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“No passado tive a oportunidade de conhecer a empresa em São Lourenço e fizemos uma compra para testar as vendas no Rio de Janeiro, a aceitação e a qualidade do produto são indiscutíveis, sendo assim, iniciando um novo projeto de vida na área de alimentos, não poderia deixar de fechar esta grande parceria com os Doces da Vovó.”

– Fabio Specian Poian

Conte-nos sua história:

“Neto de imigrantes Italianos e Espanhóis, cresci em Hortolândia, quando ainda era distrito de Sumaré, formado na área de Informática, cursei Senai na Mercedes Benz na área de mecânica geral, mas foi na área da tecnologia que sobrevivi até hoje, me tornei professor de Informática e em 2000 fui desbravar o Rio de Janeiro, lá dei aulas, montei minha empresa, constitui uma família e após 19 anos, retorno à Hortolândia, para minhas raízes. Com um sonho novo, metas novas e novos ideais. Dentre estas idas e vindas da vida, tive a oportunidade de conhecer os Doces da Vovó e hoje agracio com a representação dos mesmos na minha região.”

– Fabio Specian Poian

O que te motivou a iniciar o trabalho de revenda?

“Sempre tive o desejo de empreender, me apaixonei pelo segmento através do meu pai, que teve uma distribuidora há 15 anos atrás. Desde então, vinha com esse pensamento de trabalhar com revenda de doces.”

– Alessandro Vieira

Por que escolheu a Doces Vovó de São Lourenço?

“Não foi uma escolha difícil. O fato do produto ser reconhecido por sua qualidade, fez com que eu me interessasse pela marca.”

– Alessandro Vieira

Conte-nos sua história:

“Vai fazer 3 meses que resolvi “arriscar” e montar minha distribuidora. 3 meses de muita luta, onde posso dizer, que com muita dedicação, esforço e garra, já tenho clientes fiéis à distribuidora e os doces da Vovó, que por sinal, tem sindo uma parceira incrível para o meu negócio.”

– Alessandro Vieira

0